Informações gerais sobre alergias. Este site não tem o objetivo de prestar consultas pela internet. Para tirar dúvidas, procure também www.asbairj.org.br e www.blogdaalergia.com

Em alergia respiratória não é raro encontrar pacientes com obstrução nasal e roncos noturnos. Muitas vezes o sintoma "ronco" é secundário apenas a obstrução da respiração nasal devido ao processo inflamatório da via aérea superior, frequentemente associado ao aumento das adenóides (tecido linfóide que fica na parte posterior da nasofaringe – o fundo do nariz).
Entretanto, esses pacientes podem apresentar a síndrome da apnéia do sono associada a alergia respiratória. Nesses casos, e principalmente em crianças, frequentemente é necessária a correção cirúrgica dos problemas, além do tratamento da doença alérgica.
Para a avaliação adequada da síndrome de apnéia obstrutiva do sono, associada ou não a alergia respiratória, é necessário realizar um exame chamado polissonografia, onde o paciente passa a noite sob vigilancia e medindo os parâmetros da respiração. Nem todos os laboratórios fazem esse tipo de exame, e no caso das crianças, poucos são especializados para isso.
Recentemente a Dra. Ana Cristina Favoretto, especialista em Neuropediatria, montou um laboratório especializado na avaliação da apnéia do sono em crianças, e que está devidamente preparado para a realização da polissonografia na faixa pediátrica. O telefone é 25217046 e o e-mail 
neurodiagnose@neurodiagnose.com.br .

Anúncios

Comentários em: "Alergia respiratória, roncos, apnéia do sono e polissonografia em Crianças" (1)

  1. marcia antunes de alcantara disse:

    Boa tarde,na ultima terça feira,abrindo uma gaveta,fiquei travada da coluna,não conseguia me mexer.No desespero da dor tomei remédio que tinha em casa dois nevralgex e uma hora após dois dipirona de 500mg.A dor era intensa, e a noite minha filha me levou ao pronto socorro,chegando lá,pressão 18×8,me deram dois captropil de 50mg.Depois dipirona na veia,começei a passar mal,com coceira e vermelhão na corpo todo,nunca tinha acontecido isso, o médico mandou aplicar um ant alérgico e melhorou.Conclusão: sai com a mesma dor que estava antes,pois ele não quiz dar mais nada,e mandou procurar um alergista com urgência.Será que foi o exesso de DIPIRONA que causou isso?Obrigado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Nuvem de tags

%d blogueiros gostam disto: